Posts de fevereiro 2020

Grande estímulo

A carta aos Hebreus é uma exposição da superioridade de Cristo em relação a anjos, a Moisés, ao sacerdócio de Arão e aos próprios sacrifícios sacerdotais. Apresenta o ofício sacerdotal de Jesus em aspecto duplo, como sumo sacerdote (ofertante) e oferta perfeita (sacrifício). Tudo isso de forma excelente, superior e perfeita. E não apenas isso, mas sendo conclusivo, de uma vez para todo sempre (Hb 10.1-18). Todo o cuidado do autor desta carta objetiva alertar a igreja para uma correta…

Sofrendo sim, sozinhos nunca

Sentir-se sozinho é terrível, especialmente no meio de um dilema. No entanto, é o que vivenciamos tantas vezes. Uma mãe acredita que somente os seus filhos dão problema. Um profissional acredita que está sozinho em seus conflitos. Um casal acredita que só ele passa por aquela crise e um jovem deprimido pensa que ninguém o pode ajudar. Por isso, rejeitamos os conselhos e fugimos do contato. A solidão nos puxa cada vez mais para dentro de si, e caminhamos na…

Justiça ou misericórdia?

Sempre que negamos o perdão a um irmão, estamos desconsiderando a grandeza do perdão que Deus nos deu em Cristo pelos nossos pecados. Jesus ilustra essa realidade na parábola do credor incompassivo (Mt 18.23-35). Nela, vemos um servo com uma dívida impagável diante de um rei que poderia exercer a justiça e prender toda a sua família para a quitação do débito, mas que resolveu derramar misericórdia e perdão. Em contrapartida, esse mesmo servo, agora perdoado pelo seu rei, ao…

O evangelho explicado em Gálatas

O evangelho é explicado em Gálatas 2.15-18. Sendo essencialmente santo, Deus só pode ter comunhão com o justo (Is 59.1-3; Sl 15.1-5; 24.3-6). Como podemos ser aceitos diante dele? “O homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus” (v. 16). É impossível se tornar justo diante de Deus baseado em boas obras: “por obras da lei, ninguém será justificado”. Nós somos justificados unicamente pela fé em Jesus: “também temos crido em Cristo…