Posts by Abner Santana

Pedidos de paz

Há pouco mais de uma semana o mundo experimentou a expectativa pela virada de ano. Como de costume, pessoas se vestiram branco demonstrando seus anseios por paz e alegria. Porém, mal as roupas brancas das festas foram trocadas, a notícia que se espalhava era a de uma possível guerra, depois da morte de um líder iraniano. Para muitos, as expectativas de paz se esvaem e o que fica é o assombro dos noticiários. Qual otimismo consegue prevalecer em um cenário…

Dez anos

No fim da madrugada de 01 de janeiro de 2010, minha família entrou no carro chorosa. Assim que saímos do Distrito Federal, começou a tocar uma música que diz: A minha vida é do Mestre, meu coração é do meu Mestre; o meu caminho é do Mestre, minha esperança é meu Mestre. Chegamos em São José do Rio Preto no início da tarde, com os corações apertados e, ao mesmo tempo, pacificados pela convicção da direção de Deus. Aqui nós…

O Alfa e o Ômega

Alfa e ômega são a primeira e última letras do alfabeto grego. No livro do Apocalipse, elas são usadas como designação de Deus, em 1.8 e 21.6: Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida (Ap 21.6). A doutrina subjacente ao título é a da soberania do Deus criador todo-poderoso. A divindade descrita nas Sagradas Escrituras é…

Natal de luz

Você já foi à represa nesses dias? Já caminhou no calçadão à noite? Já parou em um dos retornos da Bady ou da Andaló? Se sim, talvez você já tenha alguma imagem em mente. O que acontece com esses espaços no fim de ano? Eles ficam especialmente iluminados. Há luzes por todo lado. Dos mais pomposos prédios ao singelo pisca-pisca do apartamento ao lado. Há alguma conexão não explicada do Natal com a luz. Não explicada? Talvez haja um ponto…

O Natal é sobre Jesus

Eventos podem ser interpretados de maneiras distintas. Por exemplo, uma mesma partida de futebol pode ser tida como trágica para uns e gloriosa para outros. Algo semelhante ocorre com a celebração do Natal. Apesar de não sabermos o dia exato do nascimento de Jesus (a Bíblia não fornece essa informação), no séc. 4, a igreja definiu 25 de dezembro como data do festejo natalino, movida tanto por uma constatação bíblica quanto por fervor missionário. Do ponto de vista bíblico, verificou-se…

Celebremos o Natal!

Algumas igrejas não comemoram o Natal. Dizem que celebrar o Natal não cabe, pois não se sabe a data exata do nascimento de Jesus. O louvor a Deus pela encarnação, no dia 25 de dezembro, seria uma farsa imposta pela paganização da igreja. Outros questionam a simbologia. A árvore e os enfeites são símbolos pagãos contrários ao Cristianismo. Por último, afirma-se (desonestamente) que os reformadores não comemoravam o Natal. Sendo assim, nós não devemos fazê-lo. Tenhamos cuidado com a demonização…

O poder expulsivo da gratidão

Descontentes não agradecem. Insatisfeitos apenas olham para o que está faltando, o que está ruim, o que não segue os seus padrões e expectativas. Na raiz do descontentamento está o egoísmo e a ingratidão. Egoísmo, pois eu me vejo como o centro do mundo e da minha vida; ingratidão, pois não me alegro nem agradeço pelo que recebi — muitas vezes nem reconheço que as tenho recebido. É essa a sua história? Notando sempre o que não possui, criticando a…

Vamos trabalhar para Deus

Em Gálatas 1.15-18, Paulo resume suas atividades durante as primeiras quase duas décadas após sua conversão. Chama atenção sua viagem à Arábia e os tempos de Gálatas 1.18 e 2.1: “três anos”, “quinze dias”, “catorze anos”. Notemos a ordem das coisas, primeiro, a preparação, depois o serviço. O ministério demanda uma obra paciente da providência de Deus. Ordinariamente, Deus faz as coisas devagar. Ademais, Paulo se dedicou a cumprir o chamado de Deus para sua vida. Com todo o seu…

Vamos depender de Deus

O Salmo 131 inicia com as seguintes palavras: “Senhor, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim”. O apóstolo Paulo assumiu este Salmo plenamente. Em Gálatas 1.18—2.2, descobrimos uma característica de Paulo que também deve existir em nós: ele dependeu de Deus antes e acima de tudo. Após sua conversão e chamado, Paulo não procurou imediatamente a igreja em Jerusalém. Ele recebeu a…

Comunhão preciosa

Os grupos pequenos da igreja (grupo da igreja simples, GIS) têm sido motivo de gratidão a Deus em meus dias. Dentre as razões, destaco a comunhão que eles promovem. Esses grupos despertam envolvimento que gera intimidade entre os irmãos. Por meio do estudo das Escrituras, da prática cristã, da oração mútua, dos testemunhos de vitórias e tropeços, Deus nos permite levar as cargas uns dos outros (Gl 6.2) e, assim, consolando-nos, nos fortalece na caminhada diante dos desafios da vida.…

Temor santo

A história da Reforma é a história dos temerosos. Eu explico iniciando com Martinho Lutero. A primeira grande virada na vida de Lutero se deu por causa de um ato de grande medo. Ele estudava Direito na universidade de Erfurt, Alemanha. O sonho de seu pai era que, obtendo sua formação, voltasse a Mansfeld e se tornasse prefeito. Mas algo aconteceu no caminho. Literalmente “no caminho”. Após uma visita à família, Lutero retornava para Erfurt, quando uma terrível tempestade teve…

O evangelho muda tudo

Em Gálatas 1.13-14, Paulo informa que o evangelho produziu uma mudança completa em sua vida pessoal. Ele escreve: Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo, como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava. E, na minha nação, quanto ao judaísmo, avantajava-me a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Paulo foi um jovem judeu promissor, mas considerou sua carreira como perda (Fp 3.4-8). Nós podemos fazer planos, mas Deus…