Posts by Misael (Página 3)

499 de Reforma Protestante

499 anos de reforma protestante

Do ponto de vista da providência, existimos como igreja graças ao propósito soberano de Deus. Do ponto de vista histórico, estamos aqui por causa da Reforma Protestante do século 16. Martinho Lutero capitaneou o retorno da igreja ao corpo de verdades que denominamos “ensino protestante”. Em 31 de outubro de 1517, na véspera da festa de todos os santos, Lutero fixou suas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg, Alemanha. Seu objetivo era convidar estudiosos para um…
Cristologia devocional

Cristologia devocional (conclusão)

Os antigos liam o Cântico dos Cânticos como uma metáfora do amor entre Deus e o crente: “Como és formoso, amado meu, como és amável!” (Ct 1.16). Cristo não é um tema, mas Deus, a quem amamos com todo o coração, todo o ser e todas as forças (Dt 6.5). Na contemplação, o Mandamento se torna vivo, alegre e prazeroso (Mc 12.29-32). O poeta passa horas diante do seu mar. O enamorado passa dias olhando para o bilhete de sua…
Cristologia devocional

Cristologia devocional

O teólogo John Owen afirmou: “Se estamos satisfeitos com uma simples ideia da glória de Cristo, como se fosse um pouco de informação obtida das Escrituras, descobriremos que ela não tem poder transformador para as nossas vidas”.[1] Dito de outro modo, conhecimento cristológico é interação viva com Jesus. Na conversão a luz divina brilha em nossos corações e Deus é conhecido na “face de Cristo” (2Co 4.6). Passamos a contemplar a glória do Senhor “como por espelho” (2Co 3.18). Contemplar…
Novo templo

A igreja de amanhã

O que esperamos da Igreja Presbiteriana de São José do Rio Preto da próxima década? Quais nossas expectativas para nossa igreja — a igreja de amanhã? Eis algumas respostas possíveis. Alguns nem pensam nisso. Interagem com a igreja orbitando em torno de suas crises e anseios pessoais. São “crentes-clientes”. Não vivem a igreja como “corpo de Cristo” e sim como fonte de alívio de suas próprias ansiedades. Outros são saudosistas. Olham o tempo todo para trás. Imaginam que a melhor…
Pílula do dia seguinte.

Ética bíblica versus ética cultural

A proposta da ética do mundo é manter o desfrute dos prazeres pecaminosos, eliminando suas consequências naturais. A pílula do dia seguinte mata o óvulo fecundado antes da nidação, que é sua fixação nas paredes do útero para desenvolvimento (algo que acontece cerca de dez dias após a relação sexual). Dizem que um óvulo nos primeiros dias após a fecundação não é um ser humano. Por conseguinte, não possui dignidade ou direitos humanos. Biblicamente, o melhor modo de impedir uma…
Dignidade e ética de acomodação

“Dignidade” e ética de acomodação

O modo como a ética secular é articulada sugere uma acomodação. Ressalta-se a “dignidade humana”, mas desconsidera-se a santidade divina. No Cristianismo, qualquer solução moral deve estabelecer Cristo como centro e dele derivar seu significado e essência (Colossenses 1.16-17). O cristão afirma que não existe contradição entre a soberania (e santidade) de Jesus e a dignidade humana. Um exemplo. É fato que muitas adolescentes engravidam a cada ano. A solução para evitar a gravidez indesejada, dizem, é a pílula do…
Uma Balança: Símbolo da Justiça

Deus é o fundamento da ética

Todo pensamento cristão parte dos ensinos da Bíblia sobre Deus e o universo: “No princípio, criou Deus os céus e a terra” (Gênesis 1.1). Deus é Criador Todo-Poderoso. Ele reina livre e absolutamente (Isaías 46.9-13). Tudo encontra seu sentido nele, como afirma o apóstolo: “Pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração” (Atos 17.28). Até as criaturas mais rebeldes, subsistem segundo os decretos do Altíssimo (Êxodo 9.12; Esdras…
A Bíblia responde a tudo?

A Bíblia responde a tudo?

A vida real é repleta de complexidade. Aquilo que é confortavelmente proposto em um gabinete de estudos, nem sempre corresponde às coisas como verdadeiramente são. Nesse sentido, a ética cristã lida com desafios difíceis. Especialmente nas últimas seis décadas, o Cristianismo tem de responder a questões como divórcio, novos modelos de casamento e família, aborto, pílula do dia seguinte e fluidez de gêneros sexuais. Uma revista de negócios menciona o slogan de uma campanha da Avon, “‘Maquiagem para todEs’ (com…
As intervenções necessárias do amor

As intervenções necessárias do amor

Em 2Timóteo 3.1-5 Paulo antevê a era do ego orientado para a autossatisfação. O bem-estar do “eu” se sobreporia até aos laços de sangue. O chamado do evangelho à obediência humilde seria descartado em favor do bordão “eu tenho o direito de ser feliz”. Nos últimos dias […] os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados […]. Isso afeta até os crentes. Hoje pais receiam contrariar seus filhos. Estes desobedecem seus pais frontalmente. O…
A nuvem e o cérebro

A nuvem e o cérebro

Há um sentido muito cristão em que temos de ter nossa cabeça não nas nuvens (plural), e sim na nuvem (singular). O Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite (Êx 13.21-22).…
Relatórios 2015 disponíveis

Relatórios 2015 distribuídos

No dia 27/12, por ocasião da assembleia ordinária, apresentaremos os Relatórios Gerais 2015, com a súmula da caminhada viva e simples da IPB Rio Preto. Você pode fazer download da versão em PDF do relatório (em PDF, 1,1 MB).
Consumismo

Bens materiais e felicidade

A temporada de compras de fim de ano já está começando. Anúncios e propagandas destacam as melhores e mais recentes ofertas. Muitos de nós frequentamos os shoppings e aproveitamos esta época do ano para comprar algumas coisas, mas a questão é: Como podemos aproveitar de forma eficiente, prudente e cristã esta época do ano? Os cristãos são chamados para exercer suas escolhas de maneira consciente. Nós não compramos simplesmente por comprar. Temos a responsabilidade de cultivar hábitos que nos ajudem…