Pastorais

Consumidos por consumir

Uma das grandes promessas da Bíblia é a paz do Senhor. Seja como fruto da justificação ou como desfrute constante da pessoa do Senhor Jesus (Rm 5.1; Jo 16.33; 14.27; 20.19). Alguns perdem este gozo, sendo consumidos por pequenas infrações que geram sofrimento. Uma infração comum é cair na tentação de consumir. Vivemos intensamente pressionados […]

Ler Mais

O muito que dá em nada

Na semana passada me deparei com três textos que chamaram minha atenção. O primeiro consta no clássico sobre leitura, Como Ler Livros, de Mortimer J. Adler e Charles Van Doren: O sujeito que leu muito, mas leu mal, deveria ser condenado, e não elogiado. […] O ideal da boa leitura é aplicar as regras aqui […]

Ler Mais

Em greve

As últimas semanas foram de turbulência — novamente — para o país. Conduzida pelos caminhoneiros, uma nova greve conseguiu produzir bastante apreensão e incômodo nos mais diversos setores da sociedade. Fatores econômicos experimentaram desordem; o campo político amargou mais uma crise; o judiciário se viu às voltas com decisões sobre a eficácia de qualquer determinação […]

Ler Mais

Famílias disciplinadas por Cristo

Poucas vezes meditamos sobre a disciplina de Deus sobre a família, mas este assunto deveria chamar nossa atenção. Jesus Cristo ama nossas famílias. E porque as ama, ele as disciplina: “Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te” (Ap 3.19). Deus restaura famílias. Não existe lar que Jesus não possa consertar. […]

Ler Mais

Empecilhos removidos

Como nosso Senhor nos ensina, a nossa segurança quanto à vida eterna é que todos os empecilhos e obstáculos para o recebimento desse dom foram removidos pela bendita obra do próprio Senhor. “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer”. Muitas coisas tinham de ser feitas antes que eu pudesse […]

Ler Mais

A vontade de Deus

A pessoa que tem vida eterna ama fazer a vontade de Deus. Essa é a consequência lógica. A pessoa que ama está ansiosa por agradar o objeto de seu amor. Não há melhor prova de amor que esta: se você não quer agradar alguém a quem diz amar, eu lhe garanto que você não ama […]

Ler Mais

Festas do Senhor (2)

As festas do primeiro mês já se cumpriram. Será que as festas do sétimo mês se cumprirão também? Com certeza, pois Deus é fiel. A quinta festa é a das Trombetas (dia 1/7), iniciando a segunda parte do ciclo anual. A sinagoga celebra dez “dias tremendos” com o som do shofar conclamando o povo para […]

Ler Mais

Festas do Senhor (1)

O calendário israelita segue o ritmo da natureza no hemisfério norte. O seu 1º mês não é janeiro, mas coincide com a primavera com suas quatro festas: Páscoa, Pães (asmos), Primícias e Pentecoste. Enquanto no outono há mais três festas: Trombetas, Dia da Expiação e Tabernáculos. São duas épocas festivas no ciclo anual das festas […]

Ler Mais

Nossas fontes de alegria

Quais as fontes de nossa alegria? “Coisas boas”, alguém pode pensar. Sim, de fato, nos alegramos com aquilo que consideramos bom, ou seja, agradável a nós: um jantar com amigos, acordar tarde nas férias, tomar sorvete com refrigerante, assistir a um bom filme, ouvir nossa música preferida, ler sobre um assunto que nos empolga, cheiro de […]

Ler Mais

A simplicidade da comunhão dos santos

No Novo Testamento, “santos” traduz o termo grego hagios, que significa “sagrado” ou “que pertence a Deus”. Biblicamente, pela ótica da conversão, todos os cristãos são santos. Sendo assim, a comunhão dos santos é o vínculo espiritual daqueles que creem em Cristo. Esta comunhão se dá quando estamos juntos no culto e na vida. Esse […]

Ler Mais

Creio na comunhão dos santos

“Comunhão” é uma palavra muito repetida, mas pouco compreendida. Eis outro tema enriquecido pelos pais reformadores. Para Calvino, a afirmação do Credo, “creio […] na comunhão dos santos”, nos é dada “a fim de que cada um de nós se contenha em fraterno consenso com todos os filhos de Deus, reconhecendo a autoridade da igreja […]

Ler Mais

A reforma protestante e o discipulado

O termo “discipulado” é entendido, via de regra, com um curso bíblico para novos convertidos, ou focalizar algum aspecto prático da espiritualidade cristã. Os reformadores do séc. 16 não utilizavam a palavra discipulado, no entanto, eles formavam discípulos. O “discipulado reformado” compreendia uma formação tanto teórica quanto prática. O seguidor de Jesus era orientado na […]

Ler Mais