Eu sou um cristão

Eu sou um cristão

Não sejam envergonhados por minha causa os que esperam em ti, ó Senhor, Deus dos Exércitos; nem por minha causa sofram vexame os que te buscam, ó Deus de Israel.– Salmos 69.6

Todos nós ficamos horrorizados quando Christopher Harper-Mercer promoveu um verdadeiro massacre com cristãos nesta última quinta-feira na Umpqua Community College, em Roseburg, Oregon.

Antes de atirar, ele forçou todos a se deitarem no chão e perguntou quem era cristão, exigindo que suas vítimas cristãs se identificassem antes de serem executadas.

Quando o primeiro cristão se levantou ele disse:

— Bom, porque você é um cristão, você vai ver Deus em apenas cerca de um segundo — e então atirou na cabeça.

Nove pessoas foram mortas e sete estão feridas gravemente.

Sem tomar partido na pré-disputa eleitoral norte-americana, fiquei satisfeito com a atitude de Ben Carson, um médico que teve a sua vida retratada no filme Mãos Talentosas (se você não assistiu, não sabe o que está perdendo…).

A minha surpresa foi que nos dias de hoje, onde o politicamente correto tem enjaulado a liberdade de expressão, nossos políticos não têm a devida coragem de defender os valores de uma nação cristã como o Brasil. Parece que todos estão mais preocupados com “o que eles vão dizer de nós” do que com que “nós temos de dizer a eles”.

Não podemos esquecer que a nossa sociedade foi forjada a partir de padrões da cultura ocidental, que tem, entre seus pilares, concepções religiosas judaico-cristãs. Não importa os novos desafios. Não podemos renegar as origens cristãs, não podemos arrancar as nossas raízes e nem permitir que apaguem as nossas inscrições dos valores cristãos esculpidos nos alicerces da sociedade em que vivemos.

É a vida cristã que consegue conceder a tolerância adequada para a harmonia social. É a Igreja, com a sua influência, que tem tornado a história universalmentemais humana.

Quando perguntado sobre o triste episódio, ao tempo em que vários outros candidatos tangenciaram sobre o assunto, o Dr. Carson deu uma resposta simples, mas poderosa:

Eu sou um cristão.

Relembrei de Benjamin Franklin: “Se você não quer ser esquecido quando morrer, escreva coisas que vale a pena ler ou faça coisas que vale a pena escrever”.

Simples assim.

O Dr. Carson escreveu uma frase que vale por toda a vida.

Acabou inclusive compartilhando um hashtag #IamAChristian (Eu sou um cristão).

Não custa relembrar.

Você afinal, também vai proclamar a todos os pulmões, eu sou um cristão?

Sem comentários

Postar Comentário