Entrando no ano novo com o Salmo 127

Existem duas posturas clássicas a cada virada de ano. Uma delas manifesta empolgação e ansiedade: “esse é o ano que vou fazer acontecer!” — alguns prometem para si. No lugar de “fazer acontecer”, coloque o que achar melhor: comprar um carro, passar em concurso, casar, ter um filho, conseguir uma promoção, etc.

O mercado da autoajuda está aí para nos encorajar nessa direção: se tivermos o mindset dos vitoriosos, então seremos conquistadores. Se trabalharmos duro, atingiremos nossos objetivos. Basta querer e correr atrás.

Do outro lado do espectro está uma postura oposta. Existem aqueles que iniciam o ano carregando desânimo e cinismo. “Nada vai ser diferente”, “já participei de suficientes viradas de ano para saber que nada muda”, “não adianta sonhar ou se esforçar”. Talvez essas pessoas já tenham sonhado e batalhado, mas por não atingirem o que desejavam, endureceram o coração e agora não cultivam qualquer esperança. A forma mais direta de se proteger do sofrimento é anestesiar o próprio coração.

Cada postura produz um tipo de resultado. A postura triunfalista acaba por produzir pessoas cansadas e frustradas sempre que a realidade não se dobra aos nossos desejos. A postura cínica acaba por produzir pessoas amarguradas, incapazes de ter esperança.

Afinal de contas, o que é melhor buscarmos nesse início de ano? O Salmo 127 nos apresenta uma terceira perspectiva, que ajusta o nosso coração. Diz o Salmo, no primeiro versículo:

Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.

Toda a mensagem do salmo gira em torno da verdade de que é a graça de Deus que encaminha a nossa vida, e que os nossos esforços sem a graça são inúteis. O salmo continua:

Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem

A mensagem é simples: devemos olhar para a realidade dependendo da graça. O salmo 127 tem uma mensagem negativa para os triunfalistas: os seus esforços, sem a graça de Deus, são inúteis. Você só vai conquistar, em 2019, aquilo que Deus te conceder. O salmo 127 tem uma mensagem positiva para os desanimados: “Aos seus amados ele o dá enquanto dormem” — você pode acreditar que nada tem sentido e que não há lugar para a esperança, mas Deus garante que continuará a prover para os seus filhos graciosamente.

Nesse início de ano, somos convidados a olhar para a realidade com esperança. Submetamos as nossas expectativas ao Senhor; abramos os olhos para a graça, e caminhemos cumprindo as nossas responsabilidades, um dia de cada vez.

Feliz ano novo!.

Pr. Allen.

Categorias: PastoraisTags: , , ,