Grupos da igreja simples (GIS)

Reflexão bíblica.

Estudar

Ação bíblica.

Agir

Companheirismo.

Viver mutualidade
Cumprir o mandato espiritual
Cumprir o mandato social
Cumprir o mandato cultural

Quer mais informações? Ligue para o Pastor Misael (17 98149-4342), Secretaria da igreja (17 3214-1410) ou para o Coordenador: Douglas Santos (17 99199-0862).

Lista dos grupos

  1. Zona Sul | Reuniões terça-feira, 20h | Líderes: Presb. Moysés Prisco (98202-5170) e Douglas Santos (98162-6776). Líder-auxiliar: Diego Augusto de Souza (99205-9909). Secretária: Gisele Custódio (99113-9628)
  2. Figueira | Reuniões terça-feira, 20h | Líderes: Presb. Rogério Sócio (98115-0065) e Presb. Alceu (15 99781-1087). Secretária: Luciene Guerra (99744-4830)
  3. Centro Leste | Reuniões terça-feira, 20h | Líderes: Presb. Julio e Maria Francisca (99219-0699)
  4. Vivendas | Reuniões terça-feira, 20h | Líder: Rogério Cruz (99721-2906)
  5. Universitário | Reuniões sexta-feira, 23h | Líderes: Alexssander Jumpire Almela (99228-4224)e Felipe Augusto da Silva (99109-0393). Secretária: Priscila Silva Santana (99215-2189)
  6. Roseiral | Reuniões terça-feira, 20h | Líderes: Rev. Gilberto Lima Franco (98165-5500) e Presb. João Marcos Vianna (99119-5554). Secretário: Manoel Antonio Garcia Netto (99149-5483)
  7. Boa Vista | Reuniões terça-feira, 20h | Líderes: Diác. Wolney (98132-8945) e Luiz Cesar Zanuzzo (98122-0083)

O alvo orar e trabalhar para espalhar grupos pequenos na cidade de São José do Rio Preto.

Além de se estabelecer em cada região da cidade, os GIS contribuem com o início de novas igrejas, em Rio Preto e cidades próximas.

Membros da igreja

Pessoas nos Grupos

Quantos Grupos

Cristãos
Bíblicos
Reformados
Vivos
Simples
Unidos
Sinceros
Missionais
Marcantes na cultura

Sobre os GIS

Nossa meta é andar com Deus cumprindo a missão de Deus. Os que caminham com Deus e cumprem a missão aqui, viverão com ele no reino celestial.

A Bíblia fala sobre isso desde suas primeiras páginas. O verbo “andar” aparece pela primeira vez em Gênesis 3.8. Deus comungava com o homem “andando” no jardim. Notemos que “morreu” é uma palavra destacada em Gênesis 5 (cf. v. 5, 8, 11, 14, 17, 20, 27, 31). O que se contrapõe à ideia de morte é: “Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para si” (Gn 5.24). No capítulo seguinte, a única esperança de preservação de vida planetária é um homem chamado Noé, que “andava com Deus” (Gn 6.9). Logo depois, a redenção do mundo é vinculada a Abrão, que recebe a seguinte convocação: “Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito” (Gn 17.1). Em todas essas instâncias, a Escritura antecipa o chamado do discipulado cristão, “segue-me”, bem como a experiência de santidade prática, “andai no Espírito” (Mc 2.14; Gl 5.16).

“Andar” evoca movimento, dinamismo. Comungar com Deus na vida real, cotidiana, não apenas eclesiástica, mas também na gerência individual, na família, nos estudos, nos negócios e na existência política e civil. Sabemos que isso transcende a mera participação em uma atividade da igreja. Os GIS são formatados para canalizar esforços e iniciativas para essa finalidade. Eles abrem espaço e estabelecem uma rotina para tornar isso palpável.

Nossa motivação é glorificar a Deus no mundo, marcar as áreas da vida com o nome de Jesus, em obediência aos mandatos divinos (Mt 25.21, 23; 1Co 4.1; Ap 2.10).

Oramos e trabalhamos para que pessoas sejam agregadas à igreja, e que o Senhor as faça dispostas a funcionar biblicamente (Fp 2.13). Os GIS podem abrir espaço para isso, sem ensejar ruptura com a tradição presbiteriana, nem com as sociedades internas, com observância estrita da doutrina apostólica (Fp 1.27-28).

Que o Senhor aqueça nossos corações e nos capacite a servi-lo — com alegria e fruto abundante — nos grupos da igreja simples.

Manual e impressos

Manual dos grupos da igreja simples. Edição 2019.

Nem célula, nem MDA

A proposta dos GIS é colocar em prática a evangelização, o discipulado e o cumprimento dos mandatos espiritual, social e cultural. Ajudar os cristãos a marcarem todas as áreas da vida com o nome de Jesus (Cl 3.17).

Os GIS não têm qualquer relação com o MDA (Modelo de Discipulado Apostólico). Primeiro, os GIS não são uma proposta de igreja em células, como o MDA. Segundo, os GIS assumem uma formatação alinhada à fé bíblica-reformada.