Arquivos de sermões (Página 57)

Ouça, assista e leia os sermões. Pesquise por tópico, série, livro, pregador e mês.

Exposição de Gálatas

Fidelidade exige sinceridade

9ª exposição de Gálatas (Gl 2.11-14). Eu sua defesa Paulo expõe sua experiência com o evangelho. Ele começa demonstrando que sua autoridade vem de Deus (1.18-2.2). Daí menciona o episódio de Jerusalém (2.1-10). Finalmente ele explica o episódio de Antioquia (2.11-21). Como era aquela igreja em Antioquia? Uma comunidade multiétnica e multicultural (cf. At 11.19-21). O modo como Paulo confrontou Cefas (o apóstolo Pedro) nos ensina muito sobre a sinceridade cristã.
Exposição de Gálatas

Apenas trabalhe

7ª exposição de Gálatas (Gl 1.18—2.2). Salmos 131 inicia com as seguintes palavras: “Senhor, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim”. Creio que o apóstolo Paulo foi um homem que assumiu plenamente este Salmo. Aprendemos na semana passada que ele, neste trecho desta carta, demonstrou aos gálatas como o evangelho transformou sua vida. Neste relato, descobrimos duas características marcantes do apóstolo Paulo…
Exposição de Gálatas

O evangelho não é invenção

6ª exposição de Gálatas (Gl 1.11-17). Qual é a sua experiência com o evangelho? Ao apresentar sua defesa, Paulo revela sua própria experiência com o evangelho. Nele o evangelho produziu três experiências.
Exposição de Gálatas

Uma boa religião não é necessariamente o evangelho

4ª exposição de Gálatas (Gl 1.6-9). Falsificações são perigosas. Pensemos na reunião de líderes árabes e o presidente Barack Obama, ocorrida no início do mês. O jornal “Al Ahram”, pró-governo do Egito, alterou a posição do ditador egípcio Hosni Mubarak na foto oficial, retirando-o de detrás de Netanyahu e colocando-o à frente de Obama. Esta alteração teve propósitos ideológicos e políticos. Paulo se preocupava com a pureza do evangelho. Os cristãos gálatas tinham de compreender os perigos relacionados à falsificação…
Exposição de Gálatas

A glória: De Deus ou nossa

5ª exposição de Gálatas (Gl 1.10). Na semana passada li algo que considerei interessante, sobre uma candidata a Deputado Federal nas próximas eleições de 03/10. Aquela candidata é a favor do aborto e do chamado Projeto de Lei da Câmara (PLC), nº 122 de 2006 (que promete cadeia aos cristãos que criticarem o homossexualismo) e, mesmo assim, estava pedindo voto dos evangélicos em nome da valorização da família. Fiquei impressionado com essa facilidade com que alguns políticos assumem diferentes papéis…
Exposição de Gálatas

Três funções do evangelho

3ª exposição de Gálatas (Gl 1.3-5). Temos aprendido que, nesta carta aos Gálatas, o apóstolo Paulo estava preocupado com a preservação da pureza do evangelho. A palavra evangelho pode ser entendida como “mensagem”, “proclamação” ou “anúncio”. Como bom escritor, Paulo nos apresenta, logo em sua introdução, um resumo de tudo o que vai ensinar adiante. Nestes versículos 3-5, ele nos fala sobre as três funções do evangelho.
Exposição de Gálatas

Servo de Deus e amigo dos homens

2ª exposição de Gálatas (Gl 1.1-5). Convido você a ler as saudações do apóstolo Paulo, em cartas escritas a outras igrejas. Note que este início da carta aos Gálatas é diferente de todos os demais. “Gálatas é a única epístola de Paulo para uma igreja que não começa com algum tipo de ação de graças a Deus” (I. Howard Marshall).
Exposição de Gálatas

01. O evangelho: ponto ou reticências [Gl 1.1-5]

1ª exposição de Gálatas (Gl 1.1-5). O que satisfaz as nossas necessidades espirituais? É possível responder de duas formas: O evangelho. Ou o evangelho… e algo mais. Na primeira resposta a palavra “evangelho” foi seguida de um ponto. Na segunda, de reticências (aqueles três pontinhos que indicam que há algo que complementa a frase anterior).