A indignação de Elifaz ou: O crente de cabeça quente (Jó 15.1-35)