Posts from agosto 2020

O ipê e o prisioneiro

Esta semana, já cansado em trafegar por uma estrada perigosa, de repente, um ipê florido despontava no horizonte. Os buracos daquela via, simplesmente, desapareceram diante de tanta beleza. Lembrei–me da música “O ipê e o prisioneiro” nas vozes de Liu e Léu. Depois de viver uma tragédia em sua vida, aquele homem, preso há muitos anos em uma cela escura, ganhava vida e esperança quando observava pela janela gradeada um ipê florido a crescer do lado de fora do cárcere.…

Administrando o caos

Caos é desordem e confusão. Politicamente falando, trata-se de ausência de governo. Em uma empresa, significa desorientação estratégica. Em um quarto de adolescente, bem, quem tem filhos nessa idade sabe do que eu estou falando :-). No Universo, o caos às vezes decorre do pecado ou da ação de Satanás. O ser humano tem facilidade para arranjar encrenca e o diabo tira proveito dessa brecha para semear a desordem. Em Gênesis 1.3—2.3, Deus é tanto criador quanto organizador. Como administrar…

A vida debaixo do sol

Eclesiastes é perfeito para quem quer aprender a servir a Deus, mesmo quando não tem respostas sobre determinados assuntos. Salomão foi cercado de sabedoria, grandes feitos, riquezas, prazeres, mas também passou por desventuras. Diante disso, escreveu esse precioso livro, mostrando como a vida funciona e que há momentos em que as coisas saem do ordinário. A partir da Queda a vida sofreu fraturas e, por consequência, nossos relacionamentos, sonhos, projetos, ainda que legítimos e corretos, se tornaram incapazes de nos…

O Deus de meu Pai

A oração de Jacó, registrada em Gênesis 32.9-12, inicia com as palavras “Deus de meu pai Abraão e Deus de meu pai Isaque”. Pressionado pela ansiedade decorrente de seus muitos problemas, Jacó recorreu ao Senhor com base na aliança que este havia firmado com seu pai e seu avô. A conversão é individual; um filho não é salvo baseado na fé de seu pai. Cada um de nós se apresentará diante do tribunal divino (Ez 18.1-24). Temos de estar certos…

Mantendo o foco no discipulado

George Fox (1624-1691) teve um papel importante na fundação e desenvolvimento do movimento Quaker na Inglaterra e Estados Unidos. Ele conta como se deu sua caminhada espiritual. Cresceu em uma vila puritana na Inglaterra, educado sob os preceitos bíblicos, mas se afastou de uma vida diante de Deus. Por volta dos 19 anos, Fox começou a sentir tristeza e angústia. Incomodou-se com o seu consumo de álcool e outros vícios externos e internos. E então procurou ajuda. Nesse período, Fox…