A graça e a paz do Senhor

A graça e a paz do Senhor

No Apocalipse, as igrejas são saudadas com “graça e paz […] da parte daquele que é, que era e que há de vir, da parte dos sete Espíritos que se acham diante do seu trono e da parte de Jesus Cristo, a fiel testemunha, o primogênito dos mortos, e o soberano dos reis da terra” (Ap 1.4-5). Os cristãos precisam da graça e paz do Senhor.


A graça é o favor imerecido de Deus revelado em Jesus Cristo. Por ela somos incluídos e sustentados na aliança eterna, no pacto firmado antes da fundação do mundo entre as três benditas pessoas da Trindade. A graça é a manifestação do amor incondicional de Deus por meio de Jesus Cristo que nos acolhe apesar de nossas falhas e limitações, e que realiza seu plano em nós e através de nós. A graça
confirma em nossa alma que fomos chamados à glória eterna de Deus. Ela nos garante que, depois de termos sofrido “por um pouco, ele mesmo há de nos aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar” (1Pe 5.10).


Os que provam da graça recebem, por conseguinte, a paz do Senhor, que é diferente de tudo o que o mundo oferece e produz segurança interior (Jo 14.27). O apóstolo Paulo a descreve como uma capacidade espiritual para se aquietar, confiando em Deus diante das dificuldades e perseverando com alegria (Fp 4.6-7; Rm 5.1-4; Gl 5.22). De posse dessa paz, podemos enfrentar todas as batalhas.


Pr. Misael.