A importância da adoração

A importância da adoração

“Adoração é a atividade baseada nas excelências inexauríveis do Deus eterno, e às necessidades infindáveis da humanidade mortal. É o relacionamento entre Deus e os homens, uma contínua relação de autorrevelação e reação correspondente. É a atividade normal — o relacionamento normal — da vida cristã e é expressa em conversa com Deus, a doação completa do ser a Deus e a transformação do adorador à semelhança de Deus, em toda a sua pessoa: corpo, mente, emoções e vontade.” Donald Hustad.

A adoração é a essência ou centro da vida cristã. Mais do que um evento isolado, abarca tudo o que somos, possuímos e fazemos. É a finalidade ou propósito principal de nossa existência. Fomos criados para cultuar ao Deus vivo, e isso de tal forma que, desviados deste objetivo, definhamos. Como orou Agostinho:

“Grande és tu, Senhor, e sumamente louvável: grande a tua força, e a tua sabedoria não tem limite”. E quer louvar-te o homem, esta parcela de tua criação; o homem carregado com sua condição mortal, carregado com o testemunho de seu pecado e com o testemunho de que resiste aos soberbos; e, mesmo assim, quer louvar-te o homem, esta parcela de tua criação. Tu o incitas para que sinta prazer em louvar-te; fizeste-nos para ti, e inquieto está o nosso coração, enquanto não repousa em ti. Confissões, I.I.

O Breve Catecismo ensina a mesma verdade utilizando outros termos: “Qual é o fim principal do homem? O fim principal do homem é glorificar a Deus e alegrar-se nele para sempre”.

Porque a adoração é central, dedicamos tempo para compreendê-la. Queremos cultuar de modo agradável a Deus. Cultuar porque o conhecemos e conhecê-lo enquanto o cultuamos.

Quero te ver como tu és, não como imagino, mas como tu és
Quero ouvir tua palavra, não como imagino, mas o que ela diz
Meu amor, meu amor! Imagino (Palavrantiga).

A adoração é melhor compreendida no contexto dos pactos da criação e redenção. Os termos berîth (AT) e diathēkē (NT) transmitem os sentidos de pacto, aliança ou testamento. Na Escritura Sagrada, toda relação de amor é explicada em termos de aliança. Alguém ama e é correspondido; a resposta do amor é sua declaração em palavras e atos (Salmos 18.1; 26.8; 116.1; cf. 91.14).

Quais são os atos do amor? Autodoação e cultivo cuidadoso da relação — o que chamamos de devoção. Sob este prisma, não é sem razão que o vínculo do casamento é usado como analogia para a comunhão entre o Senhor e a igreja (Isaías 54.5; Jeremias 3.1, 20; Oseias 2.16-23; Efésios 5.31-32). Sendo assim, quem ama ao Senhor sente prazer no culto. O coração inclinado à adoração é uma das evidências da verdadeira conversão.

Rev. Misael, adaptado da apostila Adoração Bíblica, do CTP.
Publicado no Boletim 150, de 11/11/2012. Você quer conhecer mais sobre o curso Adoração Bíblica do CTP?
Entre no link www.ipbriopreto.org.br/ctp

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.