Posts by Abner Santana (Página 2)

É bom, é maravilhoso

Há algum tempo ouvi uma história sobre uma família de crentes cujos membros, certa manhã, não puderam ir todos a igreja; porém o filho mais velho, um adolescente de 12 anos, foi comissionado a comparecer representando a família. Quando o jovenzinho retornou, perguntado sobre o culto, sua resposta foi: “o culto foi bom”. Questionado sobre o que o pastor havia pregado, respondeu: O pastor pregou sobre o pecado. Os pais, então, já um pouco impacientes: “o que o Pastor falou…

A síndrome de Elias

O homem é um ser emocional-espiritual decaído. Daí sua fluidez e instabilidade. A experiência do profeta Elias, em 1Reis 18 e 19, exemplifica isso. Primeiro, Elias experimenta grande realização, vencendo a disputa com os profetas de Baal — uma batalha que certamente demandou grande fé e energia emocional (1Rs 18.20-46). Elias demonstrou ousadia indômita e sua vitória foi tremenda. Então, seguiu-se a ameaça da rainha Jezabel, que jurou o profeta de morte (1Rs 19.1-2). Elias fugiu e foi tomado por…

Para o bem ou para o mal

Você já tropeçou em alguma coisa que lhe ocasionou uma queda, sofrendo ferimentos? É muito desagradável, principalmente se o tropeço foi provocado intencionalmente por alguém. Desde minha profissão de fé, uma palavra que influencia minha vida é a advertência do Senhor Jesus em Lucas 17.1-2: “ai do homem que fizer tropeçar a um destes pequeninos que creem em mim”. Pela ação do Espírito Santo, este texto tem me servido de freio espiritual. Pela expressão “fizer tropeçar”, Jesus fala do poder…

O discurso e o poder que transformam a vida

A carta aos tessalonicenses foi a primeira escrita por Paulo, das que estão inseridas no Novo Testamento. O apóstolo escreveu aos membros da igreja na cidade de Tessalônica (hoje Salônica), fundada por ele em meio a muitas dificuldades (cf. Atos 17.1-10). Em 1 Tessalonicenses 1.5-6, Paulo declara três verdades sobre o evangelho. Primeira, o evangelho é um discurso: “tão-somente em palavra” (1Ts 5.5). O evangelho contém uma articulação doutrinal, uma síntese de verdades. O evangelho implica algumas declarações: Jesus Cristo…

O horizonte favorável

Normalmente, no final do ano, a maioria das emissoras destinam uma parte de suas programações para a apresentação de uma retrospectiva dos acontecimentos. Desastres ambientais, crimes bárbaros, acidentes aéreos, naufrágios, entre momentos alegres, vitórias em modalidades esportivas, livramentos espetaculares e histórias de superação. Porém, agora há uma diferença. Nesse ano, os fatos estão ligados a um problema central, que envolve o mundo todo, e talvez não haja proporção de boas lembranças com os tristes acontecimentos apresentados em que a dor…

Previsões para 2021

Neste fim de ano, premidos por circunstâncias adversas, nós precisamos do alento provido pelo salmo 23. 2021 será um ano de provisão (Sl 23.1-2). A expressão “nada me faltará”, aponta para o futuro. Sentiremos fome, mas seremos supridos, cansaço, mas encontraremos repouso. Nenhuma ovelha do rebanho do Senhor será esquecida. Não precisamostemer, Deus cuidará de nós. Em 2021, Deus nos ajudará em nossas lutas (Sl 23.3-4). Esta parte do salmo fala sobre saúde da alma, relacionamentos e outras complexidades existenciais…

Onde está o Rei?

E perguntavam: Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente e viemos para adorá-lo (Mt 2.2). Esta era a pergunta dos magos do Oriente. Herodes, sua corte, os escribas e fariseus, não sabiam. Jerusalém não sabia. Poucos tiverem conhecimento da maior prova do amor de Deus para com a humanidade pecadora, Jesus. Os sábios, privilegiados pela estrela, não sabiam. “Onde está o Rei?” Esta pergunta ecoa ainda hoje. Mais de dois mil anos depois,…

Porque celebramos o Natal

Não encontramos na Bíblia a menção ao termo “Natal”. Entretanto, quase que a totalidade do mundo cristão comemora esta data no dia 25 de dezembro. Por que esta comemoração? Clemente de Alexandria, no 2º século, cita diversas opiniões sobre a data do nascimento de Jesus. Ao fim do 4º século, já encontramos registros de que as igrejas promoviam trabalhos especiais, em comemoração conjunta ao nascimento e ao batismo de Cristo. No 5º século, Agostinho escreveu que “de acordo com a…

O que mais você deseja?

O salmo 23, talvez o mais conhecido da Bíblia, apresenta duas figuras que apontam para o relacionamento de Deus com o seu povo: um pastor no trato com suas ovelhas, e um anfitrião recebendo um convidado em sua casa. O pastor alimenta, protege e conduz suas ovelhas seja pelo vale ensolarado, seja pelo vale escuro, cuidado que renova o vigor do animal o tempo todo em função do amor demonstrado; o anfitrião, arcando com todos os custos, prepara o banquete…

Uma nota de gratidão

Eu desembarcava em São José de Rio Preto no dia 13 de dezembro de 2017. Passaria alguns dias organizando a mudança até que viessem Ivonete, Matias e Lúcia, que ainda estava na barriga da mamãe. Eu só assumiria a função de pastor auxiliar em janeiro de 2018, mas logo no meu primeiro domingo na igreja, dia 17 de dezembro, recebi um presente da Sociedade Auxiliadora Feminina (SAF) na homenagem pelo Dia do Pastor Presbiteriano. Ali ficoumarcado o carinho que receberíamos…

Adoradores

O tema da adoração está presente do início ao fim da Bíblia. Deus é adorado e procura adoradores. Tal procura implica disposição graciosa de Deus, de abençoar o adorador (Gn 4.4). Mesmo sendo completo e todo-suficiente, Deus imprimiu na criação uma disposição adoradora. O homem deslocou esta disposição em direção ao seu próprio ego e caiu em um engano de morte, sob influência da serpente (Gn 3.6). Deus proveu graça na justificação. A graça divina chega ao seu clímax na…

Não fosse o Senhor (conclusão)

Continuamos olhando para o salmo 124, onde lemos duas vezes a expressão “não fosse o Senhor”. Eu disse antes que, “não fosse o Senhor”, nós seríamos vencidos pelo mal (v. 2-5). Notemos a beleza do discernimento de Davi, célebre por suas batalhas e que conhecia estratégias de guerra. Ele não se gloriou em sua capacidade ou nos méritos de seus guerreiros. Pelo contrário, reconheceu que, se estava vivo, era por causa do cuidado de Deus, ou seja, “não fosse o…

Não fosse o Senhor…

Davi escreveu este salmo agradecido a Deus, que o libertou de seus inimigos. Ele era cantado nas festas de romagens, como hino de glorificação ao Senhor, que acompanha e protege Israel. Nele repete-se a expressão “não fosse o Senhor” (v. 1,2). Podemos afirmar que, “não fosse o Senhor”, nós teríamos sido vencidos pelo mal (v. 2-5). O salmo menciona os “homens” (v. 2) e também, as “águas” (v. 4-5). É possível pensar nos exércitos inimigos, enfrentados por Davi, bem como…

Medo do escuro

Matias sempre dormiu no escuro e isso nunca foi um problema. No entanto, retornando de viagem, confessou, com lágrimas nos olhos, que estava com medo. Eu tentei entender melhor: fiz algumas perguntas, mas tanto a confusão interna quanto as limitações em sua forma de se expressar não permitiram que ele articulasse mais claramente qual era o objeto real do medo. Existiam soluções fáceis, como deixar a luz acesa ou inventar algum placebo, mas aquela era uma boa oportunidade para pastorear…