Chamados a confiar

Chamados a confiar

Essa semana assisti uma reportagem em que aparecia uma torcida, pessoas juntas, alegres e cantando o nome de seu time.

Fiquei pensando em quando aquilo voltaria a acontecer, quando as pessoas poderiam novamente estar juntas em grande número, como estavam ali. Talvez tais questionamentos nos tragam mais angústia nestes dias de distanciamento social. Além das diversas dificuldades que podemos estar passando, as incertezas podem aumentar ainda mais a tensão.

Em uma música secular o cantor diz, em tom de pesar, que se via como “o carpinteiro do universo inteiro”, tentando fazer as coisas para ser aceito. Em um dado momento ele admite que é seu egoísmo que motiva suas ações. Então declara estar equivocado e que, ao invés de ser “o carpinteiro do universo”, ele é apenas o “carpinteiro de si mesmo”. Nossas incertezas podem nos abalar. Muitas vezes isso se dá pelo fato de pensarmos que somos “carpinteiros”, seja de nós mesmos ou até do universo. A Bíblia mostra que, na verdade, nós não passamos de madeira danificada e deformada que Deus, o supremo mestre artesão, está trabalhando em sua obra excelente. Ele pagou um preço alto por uma matéria-prima deteriorada, resgatando-a de um lamaçal, em meio a águas turvas e malcheirosas, a fim restaurá-la.

Somos chamados a confiar em Deus e em sua graça. Seja breve ou longa a nossa espera, em meio a questionamentos e dúvidas, uma certeza deve nos trazer grande e profundo consolo. A certeza de que, em Cristo um dia estaremos juntos, com
Deus e com outros irmãos, cantando e nos alegrando eternamente (Ef 1.11-12).

Seminarista Robson