Chuvas e soberania divina

Chuvas e soberania divina

Começo de ano geralmente é repleto de fortes chuvas, que trazem consequências desastrosas para as cidades. Uma bênção para a terra que se torna um pesadelo devido à má gerência urbana. Muitos inocentes sofrem perdas e as tragédias se alastram.
Procuramos uma resposta para isso tudo. Alguns tentam fazer com que as pessoas não rejeitem a Deus ao serem confrontadas com o fato de que até estas desgraças não fogem de sua soberania; alguns afirmam que o Senhor não estava por trás delas, que ele também foi “pego de surpresa”. Eis uma grande falácia!
A Bíblia afirma que o Senhor é soberano sobre todas as circunstâncias (Gn 1.1-4,10,12,18,21,25,31; Êx 15.18, 33.19; Dt 7.7ss; Sl 11.4, 45.6, 47.8,9, 96.10, 97, 99.1-5, 146.10; Pv 16.33, 21.1; 1Rs 22.19; Is 6.1, 24.23, 52.7; Ez 1.26; Dn 4.34,35, 5.21-28, 6.26, 7.9; Mt 10.29-31; Jo 6.44,65; Rm 9.15,19; Gl 3.3-6; Ef 2.4-9; Fp 2.12,13; Hb 12.2; Ap 3.21, 4.2).
Todas as tragédias, males e dores são o resultado do pecado original de Gênesis 3. Tal ato gerou morte, desordem pessoal, social e natural para as gerações futuras e em todas as esferas criadas. Os seres humanos se distanciaram de Deus; sua inteligência foi debilitada; sua vida social se tornou uma exploração mútua; sua criatividade se alienou da realidade.
Salmos 111 declara que as obras do Senhor são grandes. A expressão “para sempre” (v. 3,8,9) indica que ele controla todas as coisas em todos as épocas. Diante de sua soberania, devemos temê-lo, pois este é o princípio da sabedoria (v. 5,10).
Estamos certos de que Deus conhece tudo e nada foge ao seu controle. Nós o glorificamos quando não tentamos explicar o que ele mesmo não quer que saibamos. Diante de sua soberania, nós nos calamos e acatamos seus misteriosos, eternos e maravilhosos propósitos (Romanos 11.33,34).
Louvamos a Deus pois, em Cristo, ele já começou a restaurar tudo o que existe à sua imagem e semelhança; oramos por aqueles que tanto sofrem nestas tragédias; apoiamos os que se encontram necessitados; e ansiamos por aquele dia quando, na plena restauração de todas as coisas, tudo será perfeito e não existirá mais tragédias, desgraças ou sofrimento (1Coríntios 15; Apocalipse 21).

Rev. Renato. Publicado no Boletim 106, de 08/01/2012.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.