Cuidados e cuidadores

Cuidados e cuidadores

A salvação pela graça insere a pessoa no corpo de Cristo e a transforma em um vaso útil para boas obras. É o que Paulo diz a Tito: “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente” (Tt 2.11-12).

Como discípulos de Jesus temos de agir como servos. Jesus viveu uma vida de serviço e o discípulo deve amar o próximo, com generosidade e serviço. Em 1Coríntios 3.9, o apóstolo afirma que ele e Apolo são “cooperadores de Deus”. A cooperação não é privilégio apenas dos líderes, mas de todos os crentes. Paulo ordena: “cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. […] se um membro sofre, todos sofrem com ele; [se é] honrado, […] todos se regozijam” (1Co 12.25-26).

Deus nos concedeu habilidades e dons espirituais para que sejamos cuidados e cuidadores uns dos outros. Deus utiliza cada um para realizar sua obra na terra. Há tarefas a cumprir: uma oração, uma leitura bíblica, uma palavra de consolo, um elogio,
um conselho, um ensino, uma ajuda solidária, uma visita, um telefonema. Por meio delas, agimos como cooperadores de Deus.

Pequenas ações realizadas por cada cristão podem gerar grandes transformações. Você é indispensável e necessário. Seja um cooperador. Não se entregue ao comodismo, acredite que podemos fazer diferença neste mundo tão carente de ações boas de cooperação que “Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Ef 2.10).

Pr. Gilberto.