Frutos da conversão: Paz

Frutos da conversão: Paz

Mantenha a si em paz, primeiro, e então você poderá pacificar outras pessoas. O homem pacífico realiza mais bem do que aquele que é erudito. Um homem irascível vira até o bem em mal, e facilmente acredita no mal. Um homem bom, pacífico, vira todas as coisas para o bem. Aquele que está bem, em paz, não suspeita [de] ninguém (1Coríntios 13.5). Mas o que está descontente e preocupado é agitado com suspeitas diversas. Nem ele está quieto, nem deixa os outros estar quietos. Muitas vezes fala aquilo que não deveria falar; e deixa de falar aquilo que mais convinha falar. Ele considera o que os outros devem fazer (Mateus 7.3), e negligencia aquilo que ele próprio deveria fazer.

Primeiro, portanto, seja zeloso no que diz respeito a você mesmo (Atos 1.7; 22.3; João 21.22), e então você pode, com justiça, ser zeloso para com seu próximo. Você sabe como desculpar e colorir seus próprios feitos, mas não está disposto a receber as desculpas de outrem. Seria mais justo que você se acusasse e desculpasse seu irmão. Se você quer que os outros o suportem, suporte você a outra pessoa também (Gálatas 6.2; 1Coríntios 13.7).

[…] Não é difícil associar-se com os bons e gentis, pois isso é naturalmente agradável para todos, e toda pessoa tem disposição para sentir paz, e ama mais quem concorda com ela. Mas poder viver pacificamente com pessoas difíceis, e perversas, ou indisciplinadas, é uma grande graça e um feito muitíssimo louvável e corajoso.

Alguns há que se mantêm em paz, e estão em paz também com os outros. E há alguns que nem estão em paz eles próprios, nem deixam os outros em paz. São problemáticos para os outros, mas sempre mais problemáticos para si. E há alguns que se conservam em paz, e estudam como trazer outros à paz.

Não obstante, toda nossa paz nesta vida miserável consiste mais em sofrimento humilde do que em não sentir as adversidades. Quem mais souber como sofrer, manterá a maior paz. Esse tal é vencedor de si mesmo e senhor do mundo, amigo de Cristo e herdeiro do céu.

KEMPIS, Thomas à Kempis. A Imitação de Cristo. São Paulo: Shedd Publicações, 2001, p. 62-63. Este livro de à Kempis moldou a espiritualidade dos reformadores do século 16 [Rev. Misael]. Publicado no Boletim 151, de 18/11/2012.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.