Guiando o coração

Guiando o coração

A Palavra de Deus nos fala muito sobre o nosso coração (Dt 6.5; 1Sm 12.14; 16.7; Jr 17.9; Sl 51.10; 119.11). Mas, o que é o coração, à luz da Bíblia? O coração é o íntimo da pessoa; seu retrato fidedigno. Diz respeito à fonte das emoções e vontade. Por isso, Deus diz: “Dá-me, filho meu, o teu coração” (Pv 23.26). E ainda: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.23).

Salomão nos chama para ouvir: “Ouve, filho meu, e sê sábio; guia retamente no caminho o teu coração” (Pv 23.19). Ouvir é escutar obedecendo. É acolher a voz ouvida. Nosso Senhor Jesus afirmou: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem” (Jo 10.27). Salomão acrescenta ao ouvir “e sê sábio”. Ser sábio, como? Guiando o coração “retamente no caminho”. Nosso coração precisa ser guiado e disciplinado “retamente”, ou seja, na direção certa, senão ele segue caminhos tortuosos. O caminho reto, delineado no GPS da Bíblia, é o da vontade de Deus, descrita nos seus mandamentos; é o caminho estreito. “Este é o caminho, andai por ele” (Is 30.21; Mt 7.14).

Acã não guiou seu coração pelo caminho reto, causando a morte de sua família (Js 7.1-26). Sansão sofreu duras consequências e a morte, por não guiar retamente seu coração, envolvendo-se com Dalila (Jz 16.4-31). Davi não controlou seu coração ao ver Bate-Seba e amargou consequências duras (2Sm 11.1—12.25). Deus nos chama a guiar nosso coração no reto caminho. Vamos nessa?

Pr. Gilberto.

Anterior
Fé anônima