'Santidade prática' Posts Marcados (Página 2)

O desaparecimento de Deus

Publicamos os planos de aulas e slides do curso O Desaparecimento de Deus, que está sendo ministrado na Escola Dominical. A cada semana você poderá conferir os conteúdos e revisar a matéria em casa, além de utilizar o material para instruir a pessoas interessadas. Aula 1: Guardados mediante a fé. Download dos slides (em formato PDF, 3.8 MB) Aula 2: Podemos ser bons sem Deus?. Download do plano de aula (em formato PDF, 61 KB). | Download dos slides básicos…

O fruto do Espírito: Seu sabor

O fruto do Espírito é operação do Deus vivo em nós, realizando o milagre da santificação. O erudito William Barclay, em seu precioso livro As Obras da Carne e o Fruto do Espírito, nos ajudou a compreender detalhes desta obra de Deus em nós. Este fruto é doce nos detalhes e em sua eficiente aplicação. Paulo fala sobre o amor. A palavra que ele usa é muito especial, que distingue o amor cristão. Platão dizia que o amor é para…

O fruto do Espírito: Sua natureza

O fruto do Espírito é a confirmação de uma promessa que encontramos no livro do profeta Ezequiel. Também é o cumprimento e confirmação da palavra de nosso Senhor registrada no 15º capítulo do Evangelho de João. O fruto do Espírito é excelente e condiz com a lei. O Espírito produz boas obras em nós. Muitos cristãos entendem que “boa obra” é algo que possamos produzir. Paulo no ensina que isso que chamamos de boas obras é o fruto do Espírito,…

Somente crer

Falava ele ainda, quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: Tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre? Mas Jesus, sem acudir a tais palavras, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente (Marcos 5.35-36). Diante da doença grave de sua filha Jairo procurou o Messias, suplicando por intervenção milagrosa. Jesus acolheu sua súplica e foi com ele, a fim de orar pela criança. No meio do caminho, premido pela multidão, o…

Atletas Espirituais [Série de Mensagens]

Aproveitando o ensejo da Copa do Mundo 2010, dedicaremos algumas semanas para meditar no tema Atletas Espirituais: As Estratégias Divinas Para a Vitória, baseadas em 1Coríntios 9.23-27. Confira as pregações: 27/06 (9h). A identidade do atleta 27/06 (19:30h). Quem leva o prêmio? 04/07 (9h). Treinamento e resultados: O grande princípio 04/07 (19:30h). Treinamento e resultados: Duas estratégias para a vitória 18/07 (19:30h). Qual é a sua utilidade?

Descanso e fé

A graça de Deus é experimentada singularmente no descanso. A máquina é desligada, a produção é deixada de lado e a função torna-se irrelevante. O descanso é para apenas ser — e enquanto somos, tornamo-nos mais densos, estáveis e capacitados a responder à pergunta “quem sou eu?”. O descanso é um círculo de sanidade — a falta de seu desfrute é danosa à inteireza da alma. Assim como discos rígidos de computador, os seres humanos vão se fragmentando à medida…

Administrando o caos

Caos é desordem e confusão. Politicamente falando, trata-se de ausência de governo. Em uma empresa, significa desorientação estratégica ou metodológica. Em um quarto de adolescente… bem… quem tem filhos nessa idade sabe do que eu estou falando. O relato do Gênesis nos mostra que aquilo que chamamos de “criação” envolveu, na verdade, tanto a criação propriamente dita (o surgimento sobrenatural de coisas que não existiam — Hebreus 11.3) como a organização do que estava sendo criado (a separação das coisas…

Fé perseverante

A salvação não decorre de nossas obras, mas da graça divina mediante a fé em Cristo como Senhor e Redentor. Olhamos para a pessoa do Filho de Deus, compreendemos que ele, com sua morte, satisfez a justiça do Altíssimo, pagando o preço exigido por nossos pecados. Sabemos que, por sua ressurreição, ele derrotou a morte. Verificamos nossas entranhas e procedimentos e confessamos: “Pequei, perdoa-me e salva-me” — e somos salvos, acolhidos por Deus nessa confiança em tudo o que ele…

Pêndulos e equilibristas

Pêndulos são objetos oscilantes. Ao serem empurrados, movem-se de acordo com a força gravitacional, ora para a direita, ora para a esquerda. Equilibristas também se movem, mas fazem isso normalmente em linha reta, esforçando-se para manter-se em uma só direção, com o mínimo possível de oscilações. É mais fácil ser pêndulo do que equilibrista. Pra começar, porque o primeiro é um simples objeto, movido por impulsos externos, sem necessidade de inteligência. Já o equilibrismo é uma arte que exige treino…

O passado passou

O título acima é uma redundância, uma obviedade. Qualquer pessoa em sã consciência sabe disso e uma afirmação contrária é tida por ilógica e insconsistente. O autor bíblico afirma que, de certa maneira, nada se altera: “Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Não! Já foi nos séculos que foram antes de nós” (Eclesiastes 1.10). Por outro lado, a história, segundo as Escrituras, é linear, segue uma linha que tem início, meio e fim. Ao…

A nova lógica do “Senhor Cliente”

Calabreza é um bom sabor de pizza, mas não para quem pediu por uma napolitana. Frustração, irritação e, em alguns casos, fúria. Fomos desconsiderados e diminuídos em nossas reivindicações. Como clientes exigentes queremos ser atendidos detalhadamente, senão reclamamos, abandonamos o restaurante e até acionamos os órgãos de defesa ao consumidor. Nosso coração é assim, não gosta de ser contrariado. “O Cliente é o Rei”, dizem. Então, que se aplique essa lógica ao restante da existência. Na vida conjugal “faça-me feliz…

Quem é capaz?

Um dos aspectos aparentemente contraditórios da obra divina é a relação entre suficiência e insuficiência. O apóstolo Paulo fala sobre isso em 2Co 2.15-16: “Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. Para com estes, cheiro de morte para morte; para com aqueles, aroma de vida para vida. Quem, porém, é suficiente para estas coisas?”. Primeiramente, precisamos entender que somos totalmente insuficientes. Não existe espaço para orgulho…
  • 1
  • 2