'Vida' Posts Marcados

O evangelho explicado em Gálatas

O evangelho é explicado em Gálatas 2.15-18. Sendo essencialmente santo, Deus só pode ter comunhão com o justo (Is 59.1-3; Sl 15.1-5; 24.3-6). Como podemos ser aceitos diante dele? “O homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus” (v. 16). É impossível se tornar justo diante de Deus baseado em boas obras: “por obras da lei, ninguém será justificado”. Nós somos justificados unicamente pela fé em Jesus: “também temos crido em Cristo…

Dez anos

No fim da madrugada de 01 de janeiro de 2010, minha família entrou no carro chorosa. Assim que saímos do Distrito Federal, começou a tocar uma música que diz: A minha vida é do Mestre, meu coração é do meu Mestre; o meu caminho é do Mestre, minha esperança é meu Mestre. Chegamos em São José do Rio Preto no início da tarde, com os corações apertados e, ao mesmo tempo, pacificados pela convicção da direção de Deus. Aqui nós…

O poder expulsivo da gratidão

Descontentes não agradecem. Insatisfeitos apenas olham para o que está faltando, o que está ruim, o que não segue os seus padrões e expectativas. Na raiz do descontentamento está o egoísmo e a ingratidão. Egoísmo, pois eu me vejo como o centro do mundo e da minha vida; ingratidão, pois não me alegro nem agradeço pelo que recebi — muitas vezes nem reconheço que as tenho recebido. É essa a sua história? Notando sempre o que não possui, criticando a…

Vamos depender de Deus

O Salmo 131 inicia com as seguintes palavras: “Senhor, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim”. O apóstolo Paulo assumiu este Salmo plenamente. Em Gálatas 1.18—2.2, descobrimos uma característica de Paulo que também deve existir em nós: ele dependeu de Deus antes e acima de tudo. Após sua conversão e chamado, Paulo não procurou imediatamente a igreja em Jerusalém. Ele recebeu a…

Dedicação exclusiva

Em Gálatas 1.10, Paulo declara: “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo”. Temos de nos dedicar exclusivamente a Deus. Paulo estava certo de que “se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo”. Estas duas coisas são excludentes: ou agradamos a homens ou agradamos a Cristo. Paulo não buscava o aplauso humano, mas a aprovação de Deus, diante de…

Vida sem limites

Viajando esta semana, a placa de trânsito avisava: “Se beber não dirija”. Logo em seguida, outra advertência: “Não dirija usando o celular”. E ainda outra: “Crianças só no banco traseiro”. Pensei: o homem não gosta de limitações. Adão e Eva ignoraram o limite imposto por Deus (Gn 2.16-17). Depois disso, no episódio de Babel, o Senhor já havia constatado que: “[…] agora não haverá restrição para tudo que intentam fazer” (Gn 11.6). E desde então, o pecador vive para extrapolar…

Sobre leões e ratos

O medo e a ira podem ser as mesmas palavras ditas com uma atitude diferente. “Nem tudo o que reluz é ouro”, dizia o antigo ditado. Nem tudo é realmente aquilo que parece ser. Pense no marido que explode com a sua esposa. Ele não gosta de certas roupas que ela usa, ou de certas críticas que ela faz. Age de modo irado e estridente. Pense no chefe e seus subordinados. O modo que escolheu para manter a produtividade de…

Único conforto

Hoje senti falta dos meus cabelos. Isso não é um surto depressivo, mas a constatação do que é a existência em si mesma. Lembrei-me de outras coisas que já passaram pela minha vida: o barulho da chave do carro do papai chegando em casa no fim da tarde; o cheiro do pão caseiro da mamãe saindo do forno à tardinha; meu primeiro emprego no calçadão da cidade; pessoas queridas que já partiram, enfim, a verdade é que tudo passou por…

Lidando com as surpresas da vida

Em nosso viver, estamos sujeitos a situações completamente diferentes. De conforto e preocupação, de segurança e medo, de alegria e tristeza, de notícias boas e ruins. Examinando as Escrituras, constatamos também esta realidade na vida dos discípulos de Jesus. Em Mateus 14: 13-33, lemos que, no entardecer daquele dia, eles foram surpreendidos por duas circunstâncias. Primeira, ao verem Jesus multiplicar cinco pães e dois peixes para alimentar “cinco mil homens além de mulheres e crianças”. Naquela ocasião, desfrutaram de intensa…

A melhor história

Nós vivemos imersos em histórias: quando assistimos um filme, lemos um livro, conversamos sobre o passado. A publicidade trabalha o conceito de storytelling, a oferta do produto em uma narrativa que apela não só para nossa razão, mas para nossa imaginação. Nesse mundo, absorvemos as histórias a nossa volta, e também contamos algo sobre nós. O que contamos define o modo como vivemos. Alguns contam como são vítimas. O mundo é culpado por seus fracassos. Outros contam uma epopeia —…

“Aproveitai as oportunidades”

Paulo estava preso quando escreveu à igreja de Colossos. A prisão por si só já seria um enorme motivo para muitos se entregarem ao desânimo e vitimização, mas para Paulo isso era uma questão de perspectiva. Ele poderia se ressentir com sua prisão injusta, já que estava preso por pregar o evangelho aos gentios (o que não era crime passível de prisão, segundo a Lei Romana) ou, então, ele poderia usar esse momento para que o evangelho brilhasse ainda mais…

Novos crimes, antigas posturas (4)

Finalmente chegamos ao último episódio dessa série, que tratou das decisões do STF e novas possibilidades de criminalização da “homofobia”. Caso você deseje acompanhar as publicações anteriores, confira as pastorais publicadas no site de nossa igreja: http://www.ipbriopreto. org.br/blog/. Os princípios para melhor compreendermos e respondermos a esse desafio podem ser resumidos nos seguintes tópicos: Somos chamados, pela Escritura, a demonstrar graça. Rejeitamos a camisa de força semântica chamada “homofobia”. Rejeitamos a pressão secularista e dualista que a agenda LGBTI nos…