Posts by Abner Santana (Página 3)

Deus é nosso grande bem

Os redimidos têm todo o seu bem objetivo em Deus. O próprio Deus é o grande bem, e os crentes são trazidos, por meio da redenção, à posse e gozo deste grande bem. Ele é o sublime bem, a soma de todos os bens que Cristo comprou; ele é o quinhão de nossa alma. Deus é a riqueza e o tesouro, a comida, a vida, a habitação, o ornamento, o diadema, a glória e a honra eterna dos redimidos. Eles…

Livres do inferno

A doutrina do inferno não é popular nem em púlpitos de igrejas, nem na cultura secular. Falar do inferno como o lugar de punição dos pecadores não atrai dizimistas e tampouco vende jornal. Ao longo das eras, o homem assumiu crenças equivocadas acerca da realidade do inferno que acabaram desacreditando sua existência como se dera com o agnosticismo, o aniquilacionismo, o universalismo e a doutrina do purgatório, todas antibíblicas. Jesus Cristo foi quem mais falou sobre o inferno na Bíblia,…

Jesus Cristo consolador

Jesus é o servo de Deus “ungido” da profecia de Isaías 61.1-3. Seu ministério consiste em “consolar todos os que choram e […] pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria em vez de pranto”. O Redentor ministra lenitivo à alma. Opera contentamento incondicional, nutrido por Deus e não pelas circunstâncias. Troca nossas “cinzas” ou “tristezas” por uma “coroa de alegria” (Bíblia Hebraica, uma “grinalda”). Deus nos dá forças para…

Cuidados e cuidadores

A salvação pela graça insere a pessoa no corpo de Cristo e a transforma em um vaso útil para boas obras. É o que Paulo diz a Tito: “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente” (Tt 2.11-12). Como discípulos de Jesus temos de agir como servos. Jesus viveu uma vida de serviço e o discípulo deve amar…

A morte da morte (conclusão)

Hebreus 2.14-15 revela que, na morte de Cristo, Deus venceu a morte. Isso quer dizer que, enquanto José de Arimateia prestava serviço ao seu Senhor “morto” (cf. Mc 15.42-47), Deus estava derrotando o diabo e a morte e assegurando nossa liberdade. Ao se deixar golpear pelo diabo, Cristo venceu o diabo e libertou seu povo (cumprindo Gn 3.15). Quando John Owen meditou sobre a obra de Jesus, escreveu um livro intitulado A Morte da Morte na Morte de Cristo. Naquele…

Olhos fitos em Cristo

Em algumas situações, podemos nos ver em um dilema de opiniões ou posicionamentos, que nos levam a pensar que não existe alternativa satisfatória, e que mesmo buscando assumir uma postura bíblica, parecerá que nada resolve o conflito entre os pontos A e B. Ao tratar de tal assunto diante de Deus, é possível concluir que sua profundidade está além de nossa capacidade; que não somos aptos para interiorizar adequadamente sobre a questão. Isso nos parecerá como andar sobre um terreno…

Alegre-se cristão!

O Cristianismo é a única religião que ensina que o homem precisa de redenção, mas ela não pode ser realizada por ele, e sim foi realizada por Jesus Cristo na cruz (Gl 1.4). O Cristianismo convida seus seguidores a tirarem os olhos de si mesmos e negarem suas supostas verdades, para confiarem naquilo que Jesus realizou na cruz a favor deles (Mt 16.24). Ser cristão não é ser orgulhoso de sua condição pessoal, mas vestir o traje da humildade abrindo…

Buscai a Deus

Esta é uma expressão que transborda em toda a Palavra de Deus. Ela descreve a direção dos pensamentos, afeições e invocação a Deus. Tem a ver com “aproximar-se do Senhor com fé, humildade, arrependimento pelo pecado, em oração por livramento do mal e provisão de bem, desejando a sua amável presença” (Bíblia de Estudo Herança Reformada; BEHR). Aqueles que foram remidos e vivificados por Cristo, ouvem esse chamado interior e têm disposição de alma para buscá-lo, dirigidos pelo ensinamento da…

Ideias esquisitas sobre Jesus: os concílios

No 4º e 5º séculos, Deus guiou a Igreja Cristã a organizar o ensino bíblico sobre a pessoa de Jesus Cristo. Esta organização foi empreendida em reuniões de pastores e presbíteros, chamadas de concílios ecumênicos. No ano 325, o Concílio na cidade de Niceia combateu o arianismo, afirmando que Jesus Cristo realiza nossa redenção integral, como verdadeiro homem e verdadeiro Deus. Quase seis décadas depois, em 381, o Concílio de Constantinopla condenou o apolinarismo, reafirmando a cristologia de Niceia. Em…

Ideias esquisitas sobre Jesus a partir do séc. 2

No 2º século, a Igreja Cristã teve de lutar contra ideias esquisitas sobre a pessoa de Jesus Cristo. Vejamos um resumo. Primeiro, negava-se a divindade de Jesus Cristo. No ebionismo ou “movimento dos pobres” (evyonim, em hebraico), composto de cristãos de origem judaica, ensinava-se que Jesus não é Deus, mas um simples homem, filho de José e Maria, que recebeu poderes sobrenaturais ao ser batizado. O adocianismo declarava que Jesus era um homem virtuoso com quem o Espírito de Deus…

Compreendes o que vens lendo (At 8.30)?

Uma das marcas da sociedade contemporânea é que cada um erige “sua verdade”, segundo suas pressuposições, e deve ser “aceito” por ela. Vi duas jovens debatendo sobre a possibilidade ou não de se ler as Escrituras com sentido único. Uma, com tendência agnóstica, pretendia incutir na mente da outra que não havia conhecimento suficiente para se compreender a Bíblia, logo, ela poderia não acreditar nela, ou, simplesmente, fazer sua própria leitura. A outra, depois de pensar um pouco, bateu o…

Ideias esquisitas sobre Jesus: o gnosticismo

Quando o Novo Testamento estava sendo escrito, os cristãos lutaram contra uma ideia esquisita sobre Jesus Cristo, denominada gnosticismo. Os gnósticos acreditavam que a redenção não é assegurada pela morte de Jesus na cruz, e sim pela obtenção de um conhecimento (gnosis) que não vinha pelo estudo, e sim, pela iluminação mística. A verdade salvadora é esotérica, ou seja, velada aos não iniciados. Uma elite entre os seres humanos possui capacidade de ascender espiritualmente. Para os gnósticos, Jesus Cristo é…

Ideias esquisitas sobre Jesus: docetismo

Nos primeiros dias da fé cristã, surgiu uma ideia esquisita sobre Jesus Cristo, denominada docetismo. No 2º século, ideias gregas influenciaram os cristãos, dentre elas, as de que [1] Deus é impassível, indiferente aos sentimentos (dor e desgostos humanos); e [2] a matéria é inferior, portanto, Deus jamais assumiria um corpo físico. Daí, começaram a ensinar que Jesus Cristo não havia nascido, morrido e ressuscitado em “carne”. Ele apenas se “parecia” (dokein; parecer) com um ser humano. Um docético chamado…

Esperança

O termo “esperança” está sempre presente nas cartas do apóstolo Paulo, direcionando a igreja destinatária a se colocar em boa expectativa ou uma espera confiante, que é a definição bíblica correta de esperança. Na carta aos Efésios, esperança é elemento rogado a Deus, para que aqueles irmãos cresçam no conhecimento da esperança na qual foram chamados, ou seja, para que sejam iluminados na esperança de uma vida em Cristo (Ef 1.18). Na parte central da carta, o termo é usado…

Saciados na fonte

Há pouco tempo noticiaram o resgate de um piloto, depois de 36 dias desaparecido na floresta amazônica. O avião em que estava caiu em meio à mata no dia 28 de janeiro, sendo ele encontrado apenas no início de março. No relato do piloto, depois de caminhar por vários dias, passou a ouvir ao longe o barulho de trabalhadores e algumas máquinas. Seguindo nessa direção, teve que atravessar um imenso igarapé, onde quase se afogou. Temos aí alguém que quase…

A paz incompreensível ao mundo

Sempre me chamou a atenção o comportamento de Paulo e Silas narrado em Atos 16.19-26. Após libertar uma jovem possessa, eles foram hostilizados por uma multidão e as autoridades lhes rasgaram as roupas, os açoitaram, os conduziram ao cárcere e os amarraram ao tronco. Mesmo assim, humilhados e machucados, por volta da meia-noite, oravam cantando a Deus louvores. Como isso seria possível? Como manter serenidade em meio ao sofrimento? Jesus nos responde: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou;…

Graças ao Senhor pelas mães

E junto à cruz estavam a mãe de Jesus, e a irmã dela, eMaria, mulher de Clopas, e Maria Madalena. Jo 19.25 Dia das Mães. Ocasião ímpar de homenagear aquelas que, pela divina providência, esperam diante do filho que sofre. Aconteceu no 1º século. Apesar da debandada dos discípulos (exceto João), Maria permaneceu firme, contemplando o filho sofredor na cruz. Sofrimento sem igual para Jesus, Redentor dos eleitos de Deus, e para Maria, mãe de Jesus. Mães, pelo menos a…

Lidando com a aflição

Uma situação sufocante de agonia, uma espécie de dor física ou ânsia de alma, é o estado daquele que está aflito. A aflição, com menor ou maior intensidade, pode envolver qualquer pessoa, em um ou outro momento da vida. Sendo assim, consideremos algumas verdades. Elas podem advir do maligno, do mundo que nos pressiona a viver dentro dos seus próprios moldes, de situações contingenciais da vida a que todo ser humano está sujeito e muitas vezes de nossos pecados. O…

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.